Notícias


09/02/2020

Aprofundando a Palavra com Monsenhor Danival Milagres


“Vós sois o sal da terra (...). Vós sois a luz do mundo.” (Mt 5,13.14)

Artigo do V Dom. TC, 09-02-20

        

         Neste dia do Senhor, a Liturgia da Palavra nos exorta a viver como sal da terra e luz do mundo, testemunhando a fé em Jesus Cristo que nos amou e se entregou a si mesmo por nós na Cruz (cf. Gl 2,20).

 

         Na 1a leitura, o Profeta Isaias nos mostra como a nossa vida pode ser sal e luz para os outros através de gestos concretos de amor, sobretudo para com aqueles que necessitam de nossa solidariedade, repartindo o pão com o faminto, acolhendo em casa os pobres e peregrinos. Assim nos exorta o profeta: “se acolheres de coração aberto o indigente e prestares todo o socorro ao necessitado, nascerá nas trevas a tua luz e tua vida obscura será como o meio-dia” (Is 58,10).

 

         No Evangelho de hoje, Jesus nos convida a sermos sal da terra e luz do mundo. Como a vida de Cristo dá sentido e ao mesmo tempo ilumina a nossa vida, assim também deve ser a vida dos cristãos.

 

Somos luz do mundo, porque pelo Batismo, fomos iluminados por Cristo, que tem o poder de vencer as trevas do pecado, por isso quem o segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida (cf. Jo 8,12).

 

Somos sal da terra, porque pelo batismo, somos identificados com Cristo, como Filhos amados de Deus. Ser sal é ter uma vida plena de sentido, capaz de testemunhar o amor com o qual Jesus nos amou na Cruz, dando-nos a vida. Se assim nos amarmos uns aos outros, seremos presença que dá sabor e sentido à vida de nossos irmãos e irmãs, especialmente os que perderam a alegria de viver.

 

         Na 2a leitura, contemplamos o exemplo de Paulo como sal e luz do mundo, pois ele foi capaz de anunciar Jesus Cristo, o crucificado, pelo poder do Espírito, testemunhando o amor com o qual Jesus nos amou, dando-nos a vida! Eis a Boa Notícia que ilumina a nossa vida e dá sentido a nossa existência.

 

         Portanto, deixemo-nos guiar pela Luz de Cristo e pelo seu amor, para sermos luz no mundo e sal da terra através de uma vida autenticamente cristã, procurando testemunhar a nossa fé pela caridade, a fim de que os homens, vendo as nossas boas obras, louvem o nosso Pai que está nos céus (cf. Mt5, 16).

 

Mons. Danival Milagres Coelho.,.